Friday, February 27, 2009

Auto-Retrato


Este foi o último trabalho que fiz para Desenho V em Dezembro.
Trata-se de duas folhas de papel de academia que fica, ao todo, 140cm por 100cm.
Já tinha feito algo do género no 3º ano com vários tamanhos, uns maiores que este mas infelizmente, por serem tão grandes, nunca consegui uma boa fotografia.
Queria fazer mais mas por não ter tempo ainda só fiz este.
Usei tinta-da-china directamente do tubo e ecoline em algumas partes e desenhei à vista a partir de uma fotografia de mim própria.
Os professores acharam que este desenho era um bom resumo de todo o meu trabalho do ano a desenho.


This was the last work I did for the fifth year of Drawing. I used two sheets of Academia paper (biggest size).
I've done something like this before 3 years ago with several sizes, some bigger than others. Unfortunately, because they are so big, I've never taken a good photo of them.
I used indian ink directly from the tube and Ecoline and it was drawn at sight from a photo of myself.

10 comments:

menosketiago™ said...

Conseguiste um volume muito interessante na cara e está na conta certa mesmo...

Isabel said...

bom trabalho, gostei de ver como deixas-te linhas inacabadas

JASG said...

Excelente.

CatarinaGarcia said...

Muito obrigada!

Pedro Almeida Design said...

Muito bom trabalho, está excelentemente bem desenhado, e conferiste alguns aspectos importantes como a cor, e a maneira com que se desvanece o teu corpo, perdendo algumas linhas, mas mantendo toda a estrutura e volume, muito bom!

Tenho saudades de ter tempo.. e das minhas aulinhas de desenho, isto em design é pc, pc pc XD

beijinho, Pedro

João Santos said...

Olá Catarina.
Estes teu trabalhos são feitos por fotografia?

PS- Parabens, gostei do blog.

CatarinaGarcia said...

Olá Pedro Almeida, já desde que fiz uma série de auto-retratos há uns anos que a ecoline cor-de-rosa se tornou de eleição qnd desenho com tinta-da-china, acho que se conjuga muito bem. Experimenta desenhar também directamente com o tubo para veres a espontaneidade que o desenho te pode dar, acho que dá efeitos que poucos materiais conseguem trazer.
Infelizmente hoje em dia não se consegue ser designer sem ficar com os olhos vermelhos de tanto olhar para o pc, isso é a parte pior...
Espero que voltes ao desenho quando puderes...
Obrigada!


Olá João,
eu uso várias maneiras para começar um desenho, consoante o que vou fazer e como o posso fazer. Neste caso era impossível fazer um auto-retrato destes olhando-me ao espelho, por isso pedi ao meu namorado para tirar várias fotos, discutimos mais ou menos a posição, e no final seleccionei a que mais gostei. No entanto, na maioria dos meus auto-retratos uso o espelho porque desenha-los sem obrigação e com o modelo a fazer tudo o que quero é um acto de prazer único.
Noutros trabalhos, como composições que faço com objectos e pessoas uso tanto fotografias (tiradas por mim, googladas ou de livros), como desenhos que fiz do real (principalmente do diário gráfico mas também "reutilizo" de outros trabalhos já feitos anteriormente). Infelizmente, ou talvez felizmente, estou presa às imagens já que não gosto de fazer coisas abstractas, por isso estou sempre à procura de algo visual que me interesse.
No entanto, usando ou não fotografias, faço sempre à vista a partir delas pois acho que assim treino bastante o desenho e também fica mais expressivo, o que já não acontece, na minha opinião, quando se usa o retroprojector ou papel vegetal.
Obrigada,
bom trabalho!

Ines Ferreira said...

great great!
adoro.

eheheh gosto de ver que também és ouvinte da radar :)

Lidia Guedes said...

Suponho que visto ao vivo deve ser ainda mais deslumbrante:)

CatarinaGarcia said...

Obrigada Inês,
a radar é mesmo a melhor rádio para ouvir música, a maioria não passa musica nenhuma de jeito, é mt triste!!!

Lídia isso vai do gosto de cada um, adorava poder fazer uma exposição com desenhos deste género, se algum dia fizer aviso-te pra veres!

Obrigada!
Catarina